Criação de logotipo conceitual com significados e não somente mais um logo bonitinho.

criação de logotipo

Vejamos bem, a criação de logotipo conceitual com significados e não somente mais um logo bonitinho é a chamada deste artigo, explicamos bem os motivos inerentes.

Breve introdução de entendimento

Aqui segue uma breve introdução de entendimento e compreensão do que acontece no cenário:

Na chamada “era da informatica” onde estamos rodeados de escolas físicas (prédios c/ instituições) ou até  mesmo maior quantidade na internet destes vários cursos de informática, onde se oferece para aprender (apenas a ferramenta) no caso um software. Por exemplo o Corel Draw para produção de artefatos gráficos e afins.

O exemplo que temos que é o assunto deste post é a criação de logotipo. Neste assunto temos vários questionamentos para analisar.

Sem generalizar vamos denominar alguns destes cursados acima como “micreiros” ou o sobrinho que sabe mexer no Photoshop ou num bendito software gráfico como o Corel.

Eles embolsam algum dinheirinho naquilo que oferecem ou até mesmo prestam serviços para empresas sendo explorados economicamente.

Disfarçada até pode parecer que sejam bonitas as criações destes micreiros, deixando a desejar no quesito conceitos  – sendo pior para quem os contratou (a empresa ou negócio) e “melhor” para quem é um profissional que entende do assunto que são criações sem conceitos que poderá se fazer os reparos conceituais e estéticos.

Logos circulares, formas prontas, uns parecidos com os outros obviamente e até mesmo de banco de imagens que disponibilizam artes prontas e num simples abrir e salvar digitando o nome do logo já era e tá pronto. Nem vamos aprofundar que podem ocorrer plágios em suas inspirações de outros!

Até ai tudo bem para quem quer isto não será problema meu, o filho é de quem cria ou melhor assume. Os filhos ao meu ver tem que ser muiiito bem cuidado. O logotipo é assim, como um filho assumido sendo familiarizado, como um bem onde se divulgam os trabalhos de um negócio.

Uma pergunta indireta: Estas empresas solicitantes ou negócios levam a sério os seus trabalhos porque amam que fazem ou é somente sua fonte de ganho e nada mais?

Não desmerecendo ou repudiando ao lucrar com o trabalho prestado, pois nada é mais justo que lucrar sim. Faz parte do esforço empregado mas maiormente deveria ser o valor de satisfação no trabalho concluído e bem feito, este é o diferencial!

Há pessoas querendo apenas um logo bonitinho e barato

No decorrer nota-se que há pessoas querendo apenas um logo bonitinho e barato. Pessoas pensando ou já trabalhando por conta mas sem identidade visual. Não que a estética figura-se em segundo plano, de forma alguma ela é primordial, mas deve haver conceito junto com a estética.

Pode até ser bonito, uma bolinha com uma florzinha, uma borboleta e etc, mas qual o sentido? Meramente estético? Não comunica com o público-alvo e com os ideias da empresa ou negócio? Se sim, é apenas mais um na multidão de criações.

Como classificamos estas pessoas estão a todo momento em busca de criação apenas de qualquer coisa, e criação barata. O que tornará sempre em uma criação sem contextos conceituais que não agregam valores a marca, empresa ou negócio.

E os registros autorais como ficam?

Os registros autorais da criação de logotipo então, nem se fala já são tratados como desnecessários.

Uma mente que pensa ao ver é muito preciosa e que agrega valor na marca, nada melhor do que proteger uma criação conceitual. Mas ainda para alguns isto não é importante.

Ter um filho e assumir deve se fazer um registro em Cartório Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais, ok? O logo praticamente é a mesma coisa!

Mas como contornar estes ideais de pensamentos?

Os pensamentos já estão estabelecidos que não são importantes para o cliente. O importante é o preço barato e não o conceito. Triste realidade.

O ideal é saber que é assim que o cliente quer, mas pensando do lado profissional não é como queremos. (Claro para quem pensa de forma profissional).

A única forma de contornar é o cliente querer algo conceitual e saber que há um custo de horas envolvidas de trabalho para isto. Simples assim.

Mas ter um logotipo com qualidade é fazer por um preço caro?

Há marcas/logotipos de todos os valores, tudo depende de que como se entenderá qual a intenção de quem cria da empresa que faz e desenvolve.

Existem logos muito caros sim, mas não o símbolo gráfico em si, mas sim o símbolo cultural da empresa ou negócio embutido intelectualmente na marca.

Mas para quem está começando, deve-se investir num logo feito por um profissional?

Sim, deve ser criado por um profissional sem dúvidas para iniciar bem.

O não profissional é mais barato, pode ter certeza, mas como diz o ditado popular o barato sai caro.

Criações por preços justos e não desleais!

Há público para todos os tipos de negócios que são acessíveis. Ou seja a negócios para todos e preços competitivos e justos.

Existe diferença em preços justos e preços desleais.

Tem respostas que não implícita nesta questão de preço. É algo intangível  que pode ser deduzido do intelecto e horas de trabalho em cima.

Mais uma vez enfatizamos que por preço de banana ninguém terá um logo profissional, pode até ser bonitinho ou melhor, disfarçado. Mas sem profissionalismo.

Para as empresas/negócios, fica a frase como dica:

Busquem fazer a criação do logotipo feito por um profissional qualificado que entende de criações e sejam felizes!

Afinal de contas mas o que tudo isto agrega em ter logotipos conceituais?

Isto agrega valores de comprometimento com ideais de que as empresas e negócios que assim fazerem se estabeleçam por um longo tempo no mercado.

O que mais ajuda é a mentalidade dos mentores

O logotipo ajuda, mas o que mais ajuda é a mentalidade dos mentores por trás do negócio a administração, suas ideias e filosofias.

Um exemplo fora da realidade para muitos. Vejam a Coca-Cola sem entrar em méritos do refrigerante, ela é uma marca gigante conhecida mundialmente, tem toda uma historia por trás. No mérito do design de como oferecer o refrigerante ela tem desde a garrafa, cores no logo, simetria, tipografia correta, possui vários conceitos embutidos, que é um assunto que se estende muitíssimo.

Ainda que haja mudanças no futuro pois nada aqui permanece eterno. As estéticas das marcas mudam e os conceitos na contemporaneidade e concorrência atualizada, mas que convém conversar numa outra postagem.

Pois bem, finalizamos dizendo que as empresas precisam moldar sempre os seus conceitos e valores para se estabelecerem no mercado acirrado e desafiador que vivemos. Por menores que sejam para se tornarem maduras suficientes num mercado tão competitivo e perplexo.

ricardo selis Escrito por:

Designer gráfico e webdesigner

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.